6 motivos pelos quais viajar nos torna pessoas melhores

1 – Mudança de prioridades – Quando se quer muito viajar (e se ama, de verdade, fazê-lo!) e existindo um orçamento limitado para o fazer, as prioridades têm que ser ajustadas. Há algumas coisas que têm que se fazer menos vezes: ir a concertos, jantar/almoçar fora, comprar roupa nova. Adia-se a troca do sofá, ponderamos se queremos mesmo trocar os cortinados da sala. Não precisamos de ficar reféns das viagens e perder todos os “pequenos luxos” da vida. Mas, se o orçamento não dá para tudo, há que definir algumas prioridades!

Para além disso, aprendemos a apreciar (e valorizar) as pequenas coisas. As coisas mais simples são aquelas que recordamos com mais saudade: o pôr-do-sol visto no deserto do Saara, o descanso nas escadas da Piazza di Spagna depois de uma caminhada em Roma, aquele passeio a pé ao fim da tarde numa ilha grega, a vista da janela para o Mediterrâneo, na Córsega.

(Alguém tem a mesma sensação com bens materiais? Eu, honestamente, já não me lembro das sandálias do Verão passado, ou do vestido xpto que levei ao casamento da amiga X ou Y!)

 

2 – Aprender a sair da zona de conforto – Diariamente, mesmo sem nos apercebermos criamos muros invisíveis à nossa volta que delimitam a nossa zona de conforto. Evitamos sair dessa zona e pisar o desconhecido e isso traz-nos uma falsa sensação de segurança.

Viajar obriga-nos a passar esses muros e vivenciarmos situações e sensações diferentes das que nos habituamos na nossa zona de conforto.

Isso faz-nos, dia após dia, viagem após viagem, quebrar essas barreiras invisíveis e estarmos dispostos a viver fora da realidade que, boa ou má, é a que conhecemos como rotina. Aprendemos a ter mais poder de encaixe com situações imprevistas (não quero falar do cancelamento do voo da última viagem, ok?! eheheh) e a dar a volta por cima, com o nosso sentido mais prático.

 

3 – Sensação de liberdade – Na verdade, no nosso dia-a-dia, somos tudo, menos livres. Vivemos presos a horários de escolas, de trabalho, de supermercados. Temos a pressão do trânsito. Temos a pressão da sociedade, da família, dos amigos. Nem sempre fazemos o que mais nos apetece…muitas vezes agimos de acordo com regras que nos cortam a liberdade de acção.

Em viagem – ainda que, em todo Mundo existam regras para obedecermos, evidentemente – é diferente! Somos nós, apenas nós e o Mundo!

Não vai estar lá a Mãe, o Pai, o vizinho da frente, nem o nosso Director. Não vai estar ninguém que tenha expectativas mais ou menos elevadas sobre as nossas acções. Agimos livremente. Basta seguir o nosso coração… E essa sensação é, sem dúvida, única e libertadora!

 

4 – Tolerância – Acredito que viajar torna as pessoas mais tolerantes. Conhecem-se pessoas diferentes, outras raças, culturas, religiões e tradições. Pessoas que, perante as mesmas situações, agem de forma diferente da nossa. Isso enriquece-nos a alma, livra-nos de alguns preconceitos, dá-nos novas perspectivas sobre as pessoas e o Mundo e, consequentemente, mais tolerância.

 

5 – Terapia – Viajar é, sem qualquer dúvida, a [minha] melhor terapia. A viajar não vamos estar a pensar no stress do trabalho, na fila de trânsito de 2 horas em que estivemos a semana passada. Viajar é deixar os problemas por alguns dias em “stand-by” e focarmo-nos no aqui e no agora. Os problemas não desaparecem, é certo, mas ficar alguns dias longe da lufa-lufa diária da vida, é uma extrema sensação de alívio e bem-estar!

 

6 – Cultura geral – A viajar aprende-se MUITO! Se formos à Croácia, de certeza que vamos querer saber da sua história (tão recente) e dos conflitos com a Sérvia e a Bósnia. Se visitarmos Cuba, vamos voltar cheios de estórias contadas pelos cubanos que guardaremos para sempre com carinho. Se viajarmos até Berlim, enriqueceremos de certeza, o que já sabemos da história da Alemanha. Por exemplo, quando voltei da Polónia, li imensas coisas sobre Auschwitz. Percebi que, quando fui para lá não sabia metade do que pensava! Não tinha assim tanta noção do quão mau era aquilo que ia encontrar 😦 No regresso devorei informação sobre o Holocausto e os campos de concentração.

 

Vá…não esperem mais…está na hora de marcar a próxima viagem!! 🙂

 

egipto

 

 

 

Advertisements

2 thoughts on “6 motivos pelos quais viajar nos torna pessoas melhores

  1. Tudo absolutamente verdade. Acrescentaria apenas o autoconhecimento incrível que se consegue ao viajar, especialmente fazendo-o de forma independente, sozinho e por períodos longos. Porque em viagem está-se sempre exposto à situações novas, a tomar decisões, enfim, a crescer, a conhecer-se. Esse autoconhecimento foi das coisas mais importantes com que regressei no final da primeira grande viagem que fiz.
    Grande abraço e boas viagens,
    Filipe

    Like

    1. Filipe, acredito que esse autoconhecimento tenha sido mesmo a parte mais significativa, da bagagem que trouxe!! 🙂
      As viagens sozinhos são sempre (também) viagens ao “nosso eu”! E isso faz-nos, de facto, pessoas melhores.
      Boas (e muitas) Viagens!

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s