O que o meu filho aprendeu viajando

Faço parte de um grupo de facebook, maioritamente constituído por bloggers/amantes de viagens brasileiros que, de quando em vez, tem uma iniciativa muito curiosa, a que chamam “Blogagem Colectiva”!

A Blogagem Colectiva passa por definirem um tema e um dia para todos os bloggers lançarem um post sobre o assunto (relacionado com viagens, pois claro!!).

 

Até à data, nunca participei nesta iniciativa, porém o último tema, deixou-me cheia de vontade de escrever sobre o assunto: “Coisas que o meu filho aprendeu viajando”!

 

Por aqui, partilhamos a nossa paixão por viagens com o pequenote, e por isso, também já ele entrou no maravilhoso ritmo de “sempre-que-podemos-estamos-no-ir”! 🙂

Viajar com filhos não tem nada de fácil [mesmo!]…mas vale muito, muito a pena!!! Disso, podem ter a certeza!

Viajar [no verdadeiro sentido da palavra…e não fazer turismo!!!] acrescenta-nos tanto, torna-nos tão mais ricos, que, com as crianças não é excepção.

E mais…viajar com crianças, ensina-lhes tanto a eles, como a nós! Verdade!

 

Com apenas 4 anos e meio, mas já com alguns países visitados – todos na Europa, para já – sentimos que o Lourenço já aprendeu coisas tão importantes, como:

 

1 – Geografia – O nosso cortinado da casa de banho é um mapa mundo. Fazemos questão de lhe dizer sempre onde fomos, onde vamos e ainda acrescentar algumas curiosidades! Sabe que a Bélgica, onde já foi, é o país do chocolate, que a Rússia é aquele país enorme, que a Argentina fica perto do Brasil. Sabe onde fica Portugal e conhece o nome dos países mais próximos.

mapa

 

2 – Diversificação alimentar – Em Roma, sê romano. O Mundo está cheio de comida boa e por isso, o Lourenço começou a conhecê-la desde a sua primeira viagem, ainda antes dos 2 anos. Se estamos na Grécia, comemos moussaka e gyros, se estamos em Espanha, é comum “tapearmos”, e por aí fora. Acredito que o facto de estar exposto a diversos sabores, completamente diferentes do habitual, desde cedo, faça dele um bom garfo e a recusa alimentar seja reduzida.

IMG_0738

 

3 – Língua Universal – O Lourenço já aprendeu também que as crianças têm uma linguagem universal. Não precisam falar a mesma língua, para poderem brincar. Na nossa viagem à Bélgica, ele andava a correr e a explorar a mítica estação de comboios de Antuérpia. Estavam dois meninos, chineses, a jogar num tablet… Foi vê-lo a correr para eles, e a ficarem os três, como amigos, a jogar!!! 🙂

Na foto abaixo, com um amigo francês feito num minuto, a fazer animação gratuita no aeroporto de Paris Orly! Sem pautas, mas com muito ritmo 🙂

paris

 

4 – Museus Divertidos – Aprendeu também que nem todos os museus são “chatos” para crianças! Pelo contrário, podem até ser m-u-i-t-o divertidos!!!

ams

(Madame Tussauds, Amesterdão)

5 – Brincar – Aprendeu que, onde quer que estejamos, haverá sempre forma de brincarmos.

SONY DSC

(Parque Infantil, Salamanca)

 

6 – Línguas – O ano passado, ainda antes do Lourenço ter inglês na escola, viajámos para a Grécia, onde comunicámos com toda a gente em inglês (pois…grego não é o nosso forte! ahahah). Quando chegámos a Portugal, percebemos que o Lourenço tinha “apanhado” uma série de expressões, sobretudo que tinha ouvido em restaurantes (de vez em quando dizia “A Coke, please!!!!”). Agora que já tem inglês na escola, vai-nos ajudar imenso das próximas vezes, certamente!

 

7 – Quebrar rotinas – Se é certo que as rotinas dão segurança às crianças (e também é certo que as seguimos durante todo o ano, na medida do possível), a verdade é que férias são férias e quebrar com as rotinas é mesmo importante e fundamental. Por isso, não há hora de jantar fixa, nem hora de deitar. Temos mantido a sesta, porque achamos importante. De resto, andamos ao sabor da maré e acreditamos que isso também é muito bom para o Lourenço!

 

8 – Viajar é Olhar – A frase é de Sophia de Mello Breyner e aqui por casa, nutrimos um grande carinho por ela. O Lourenço viaja a olhar. Gosta de parar a apreciar músicos de rua – adora mesmo. Decora os sítios por onde passamos. Assim que chegou à Plaza Mayor de Salamanca, associou-a automaticamente à Plaza Mayor de Madrid. Isto significa que ele é dos nossos. É um viajante e não um turista. Ele viaja. E ele vê. Isso deixa-nos tão felizes 🙂 Dar-lhe tempo e espaço para apreciar todas as maravilhas do Mundo é algo que lhe queremos proporcionar, sempre que pudermos.

SONY DSC

(Grand Place, Bruxelas)

 

 

Advertisements

2 thoughts on “O que o meu filho aprendeu viajando

  1. Não podia concordar mais!!! Antes de ser mãe era isso que desejava… Depois de o serestou a conseguir cumprir! Após uma grande reviravolta durante a gravidez,em família conseguimos dar a volta por cima e com 15m já visitou a Madeira e Menorca… Para o ano há mais! 🙂 O melhor que lhe podemos deixar é aquilo que aprendem connosco… A viajar! ❤

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s